quinta-feira, 28 de maio de 2015

“Desviados do caminho e desviados da verdade?”



Desviai-vos do caminho, apartai-vos da vereda; fazei que deixe de estar o Senhor de Israel perante nós. (Is-30:11)

Texto do profeta Isaías retratando mais um ato de rebeldia do povo de Israel, persistindo em buscar ajuda do faraó do Egito, para se defenderem dos inimigos Assírios, desprezando assim, a palavra do Senhor e todos os seus conselhos. (Vs-1-17).
O povo de Israel sempre foi obstinado por viver no erro e andar por caminhos duvidosos; mesmo conhecendo o melhor caminho, sempre tendiam para o atalho, para o precipício da dúvida. “O homem que anda desviado do caminho do entendimento, na congregação dos mortos repousará”. (Pv-21:16)

Mesmo assim; vemos o grande amor do Senhor Deus pelo seu povo; descrito detalhadamente, em cada ato de bondade e de misericórdia, em perdoa-los, abençoa-los e protegê-los de todos os seus inimigos; propondo-lhes conduzi-los por um caminho seguro, cheio de benção e da proteção Divina.  Porém, com uma condição: Que eles não desviassem do caminho.  E os teus ouvidos ouvirão a palavra do que está por detrás de ti, dizendo: Este é o caminho, andai nele, sem vos desviardes nem para a direita nem para a esquerda. (V-21). O Senhor queria ensina-los o caminho, como se ensina a uma criança que ainda não sabe andar. (Pv-22:6 – Instrui ao menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele).

Mas, quando lemos os versículos, 8 -11, ficamos pasmos em saber o que este povo verdadeiramente desejava; por certo não era o amor de Deus nem muito menos a verdade (Palavra); mas, sim, as mentiras, as profetadas e os supostos milagres, que só servem para promover espetáculos e divulgar o ministério dos falsos profetas que já existia na quela época.

Vai, pois agora, escreve isto numa tábua perante eles, e aponta-o num livro; para que fique escrito para o tempo por vir, para sempre e perpetuamente.
Porque povo rebelde é este, filhos mentirosos, filhos que não querem ouvir a lei do Senhor.
 “Que dizem aos videntes: Não vejais; e aos profetas: Não profetizeis para nós o que é reto; dizei-nos coisas aprazíveis, e tende para nós enganadoras lisonjas”. (Is-30:8-11)

Olhando para hoje, fico pasmado e espantado; é, como se nada tivesse mudado; diante das barbáries que ocorrem no meio evangélico dos nossos dias. Onde a proclamação do evangelho e a doutrina foi substituídas pela sessão dos milagres e prodígios.
Foi nesse sentido que o profeta Oseias também fez a sua lamentação:
Como eles se multiplicaram, assim contra mim pecaram; eu mudarei a sua honra em vergonha.
Alimentam-se do pecado do meu povo, a da maldade dele têm desejo ardente.
Por isso, como é o povo, assim será o sacerdote; e visitarei sobre ele os seus caminhos, e lhe darei a recompensa das suas obras.
Comerão, mas não se fartarão; entregar-se-ão à luxúria, mas não se multiplicarão; porque deixaram de olhar para o Senhor. (Os-4:7-10)

Outro texto impressionante é o do profeta Jeremias, onde o assunto é o mesmo: Desvio do caminho e da verdade”. O desvio da verdade, sempre foi, e, sempre será a perdição do povo de Deus; ontem, hoje e eternamente.
“Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas. Mas eles dizem: Não andaremos”.(Jr-6:21)

Observando estes textos dos profetas Isaías, Jeremias e Oseias; comparando-os com os “Rumos” que tem tomado os evangélicos nestes tempos chamados hoje. Resta-nos um pergunta: Não estaria a maioria das denominações que se dizem cristãs evangélicas, vivenciando a experiência dos tempos deles; e seguindo por caminhos que não conduzem a verdade, pelo menos no que consiste a salvação e a vida eterna em Cristo Jesus?

Será que os evangélicos em sua maioria, não mais estão ou nunca estiveram no Caminho da verdade em busca da salvação e da vida eterna? Mas, já desviaram do caminho “Desviai-vos do caminho, apartai-vos da vereda” só buscando um caminho que lhes proporcionem satisfazerem os seus anseios terrenos; crendo em falsos profetas com promessas fabulosas de resolver todos e quaisquer problemas de suas vidas.

Citando um forte apelo de um jornal de certa igreja evangélica: “Jesus a solução para todos os problemas”. Só que a proposta destas denominações, é  incentivar  o homem que certamente está em desespero de vida, a buscar em suas igrejas uma  “suposta  solução” para seus anseios terrenos, e não solução para os seus pecado e salvação para suas almas em Cristo Jesus.
Por certo que o Senhor Jesus Cristo é a solução para todos os problemas da humanidade, porém, não segundo os propósitos das campanhas dos falsos profetas de plantão. Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens. (1Co-15:19)

“O Jesus pregado nestas igrejas”, não condiz com o Cristo morto e Ressurreto, o justificador dos pecadores arrependidos e convertidos, o doador da vida eterna. Não, não, o nosso Cristo não tem nenhuma correlação com estes tais milagres denominados “Show da Fé” e outras heresias mais. Visto que, pra fazer milagres de curas, obter prosperidade e outros sinais, não se faz necessário usar a palavra de Deus e o nome de Jesus; pois muitas crenças em todo mundo, fazem seus milagres e nem mesmo  conhecem Jesus, e  muito menos creem na Bíblia como palavra de Deus. “Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos”. ((Mt-24:4,5)

Creio que, o que está acontecendo no meio evangélico, é o que o apóstolo Pedro relata em sua segunda carta.
E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.
E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. (2Pe-1-3)

Deus não está dormindo, o dia do juízo está próximo!!!

Eles anunciam em suas campanhas, entre outras coisas, possuírem a unção e o poder para operar milagres e prodígios em nome de Jesus. Dizem possuir o dom da prosperidade outros o dom da cura e da libertação. E, para enfatizar os seus feitos e se fazerem mais notórios nos seus intentos, eles diz trazer águas das fontes de Israel, donde os registros bíblicos descreve a operação de algum milagre feito pelo Senhor Jesus. 

Outros usam indumentária dos sacerdotes judaicos, e alguns mais ousados diz possuir a unção até de quem possivelmente nunca a possuiu. “A unção de Manasses”. Só não sei de qual deles, se seria Manasses o filho primogênito de José, o qual Jacó ao abençoa-los, não o reconheceu como primogênito, mas sim o seu irmão Efraim. (Gn-48:11-20) “Ou, se seria na pior das hipóteses, a unção do rei Manasses o “macumbeiro de Judá”, se assim for, então a unção é forte mesmo”???

Analisando tudo isso, e comparando-os com as propostas do “Caminho” do cristianismo e de outros credos “ativista” na causa da humanidade; sejam nas questões espirituais ou nas questões sociais; fico pensando: Este evangelho “transgênico” salvará os seus pregadores, e os seus ouvintes? Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados. (2Tm-3:13)

Vejo que a igreja do Senhor está vivendo em tempos trabalhosos, como previu o apóstolo Paulo.
Porque virá tempo em que não sofrerão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;
E desviarão os ouvidos da verdade voltando às fábulas. (2Tm-4:3,4)
Não sei para onde este povo irá, sê se salvarão ou não. O que sei e posso confirmar biblicamente é que o evangelho que salva, cura e liberta, não procedem de campanhas miraculosas, sessões de descarrego ou proposta de prosperidade. Se milagres salvasse  a multidão citada no evangelho de João (Jo- 6:1-30), entre outras, teriam se salvado.

Observem este diálogo entre Jesus e seus discípulos; e tire as suas conclusões.
Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho.

Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?
O povo evangélico da maioria das igrejas tem o perfil de Tomé o discípulo descrente; não por falta de fé, pois este povo tem fé até demais, acredita em qualquer um e em qualquer coisa, até em casa pegando fogo (irônico).

Creio que o povo evangélico, que ao invés de buscarem a Cristo para salvação, buscam os milagres operados em nome de Cristo; estão como Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho. “Lamentável evangelho da perdição”........ 

 Disse-lhe Jesus: Eu sou o Caminho, e a verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim. (João-14:6)

Postado pelo Pr. Fábio Scofield em 28/05/2015

4 comentários:

  1. muito bom as palavras aqui descritas elevou muito minha fé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça e Paz Irmão Unknowm, O texto é muito simples, mas o objetivo é sempre o de Exaltar a palavra de Deus e alcançar o coração de alguém; fico feliz em saber que o amado irmão foi edificado.

      Excluir
  2. Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, e verifiquei que eu estava a seguir sem foto, por motivo de uma acção do google, tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço.
    António Jesus Batalha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça e Paz meu amado irmão Antonio Jesus Batalha....
      Fico feliz em revê-lo, Deus te abençoe em nome de Cristo Jesus....
      Obrigado pela cordial visita.....

      Excluir